Dra. Dhielly Ribeiro e os Cookies - Nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Confira a Política de Privacidade

Métodos Contraceptivos

Contracepção Feminina

   É de conhecimento geral o fato de que os adolescentes têm iniciado suas atividades sexuais cada vez mais precocemente. Assim sendo, a preocupação com a abordagem da sexualidade com essa população deve estar sempre presente, a fim de evitar as consequências que uma vida sexual ativa sem responsabilidade pode acarretar. A gravidez indesejada é um grande problema de saúde da mulher. As consequências de gestações não programadas incluem atrasos no pré-natal; exposição no início da gravidez ao fumo, bebida ou abuso de substâncias; baixo peso de nascimento; e diminuição das chances de amamentar após o parto.

   O método contraceptivo deve ser escolhido pela análise de fatores específicos de cada paciente, como seu antecedente pessoal, sexual ou história reprodutiva e pelas preferências da paciente, que podem envolver conveniência, aceitação dos possíveis efeitos colaterais e capacidade de implementar e/ou aderir ao método em seu dia-a-dia.

   Preservativos e pílulas anticoncepcionais orais continuam a ser os anticoncepcionais mais comumente usados. Atualmente existem outros métodos anticoncepcionais reversíveis de ação prolongada(LARC) que são chamados de dispositivos intrauterinos (DIU) e implante subdérmico, como opções de primeira linha para a maioria das mulheres devido à sua alta eficácia. Esses métodos LARC oferecem às mulheres a vantagem de não ter que se lembrar de tomar, aplicar ou inserir seu contraceptivo (sem preocupações) e de não ter que contar com uma consulta anual para recargas. As taxas gerais de continuação de 3 anos para usuárias de LARC são significativamente mais altas do que para outros métodos, incluindo a contracepção hormonal combinada.


Pílula Anticoncepcional, Adesivo e Anel Vaginal

  • Pílula: A pílula anticoncepcional é um tipo de contracepção que contém hormônios que evitam a gravidez. As pessoas chamam de “a pílula” porque vem na forma de pílula. As mulheres tomam a pílula por via oral (pela boca) uma vez ao dia. Sua eficácia quando tomada de forma consistente, à mesma hora todos os dias. A pílula tem potencial para ser 99% eficaz na prevenção da gravidez se você tomá-la sem falhar - o que significa que você não se esquece de tomar a pílula nem mesmo por um ou dois dias. No entanto, pode ser difícil tomar a pílula perfeitamente, razão pela qual nove em cada 100 mulheres que usam a pílula terão uma gravidez indesejada todos os anos. A pílula é mais confiável quando você a toma de forma consistente, à mesma hora, todos os dias. Ser consistente ajuda a evitar que os níveis hormonais flutuem.
  • Adesivo: O adesivo anticoncepcional é um pequeno adesivo adesivo que libera hormônios em seu corpo através da pele para prevenir a gravidez. Ele contém os mesmos hormônios que a pílula de estrogênio e progestagênio e atua da mesma maneira, impedindo a liberação de um óvulo a cada mês (ovulação).
  • Anel Vaginal:  O anel vaginal (NuvaRing) é um pequeno anel de plástico macio que você coloca dentro da vagina. Ele libera uma dose contínua dos hormônios estrogênio e progestogênio na corrente sanguínea para prevenir a gravidez. Você pode discutir isso com seu médico de família ou enfermeira para decidir quando pode ser o melhor momento para começar a usá-lo e como inseri-lo e removê-lo.

Dispositivo Intrauterino (DIU)

 

  • O DIU é um pequeno dispositivo plástico em forma de T que é inserido no útero para evitar a gravidez. Os DIUs funcionam de 3 a 10 anos, podem ser removidos a qualquer momento, se você quiser engravidar ou apenas se quiser retirá-lo. É uma das formas mais eficazes de anticoncepcional, como costuma acontecer nas ciências reprodutivas, a tecnologia por trás dos DIUs é relativamente nova. Há dois tipos mais usados, os hormonais (Mirena e Kyleena) e não hormonal (cobre, cobre-prata). Cada um deles trabalha de maneira um pouco diferente com base em sua composição. 

Implante 

  • O implante anticoncepcional (Nexplanon) é uma pequena haste de plástico flexível que é colocada sob a pele em seu braço por um médico ou enfermeira. Ele libera o hormônio progestágeno em sua corrente sanguínea para prevenir a gravidez e dura 3 anos. O implante libera continuamente o hormônio progestágeno em sua corrente sanguínea, o que impede a liberação de um óvulo a cada mês (ovulação). Você pode colocar o implante a qualquer momento durante seu ciclo menstrual, desde que não esteja grávida. Se o implante for colocado durante os primeiros 5 dias do seu ciclo menstrual, você estará imediatamente protegida contra a gravidez. Se for colocado em qualquer outro dia do seu ciclo menstrual, você precisará usar métodos contraceptivos adicionais (como preservativos) por 7 dias.